Petróleo

Você está aqui

Home / Curiosidades de Química / Petróleo

O petróleo é um óleo extremamente viscoso
O petróleo é um óleo extremamente viscoso

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

25 Nov 2016

Compartilhe:

O petróleo é uma mistura muito complexa, pois contém diversos tipos de substâncias diferentes. A maioria dos compostos presentes nele são hidrocarbonetos, além de compostos oxigenados, sulfurados e nitrogenados.
 

Características físicas do petróleo
 

  • É um líquido de cor negra;

  • É bastante viscoso;

  • É menos denso que a água;

  • É insolúvel em água;

  • Apresenta uma grande quantidade de hidrocarbonetos alifáticos, alicíclicos e aromáticos;

  • Pode apresentar componentes metálicos, como níquel e vanádio.
     

Origem e obtenção do petróleo


Uma jazida petrolífera (região da crosta onde está armazenado o petróleo) pode ter, em média, de 10 a 400 milhões de anos. Ela se forma quando restos de animais e vegetais são cobertos por sedimentos como areia, calcário, entre outros, sendo decompostos pela ação de bactérias anaeróbicas.

As jazidas petrolíferas podem estar localizadas atualmente em regiões secas ou em regiões marítimas. A forma de obtenção de petróleo nas jazidas é semelhante, já que é necessária a realização de uma perfuração e bombeamento do líquido.

Exploração do petróleo em região seca
Exploração do petróleo em região seca

A única diferença é que, nas jazidas marítimas, são necessárias grandes plataformas.

Plataforma de estação de petróleo em alto-mar
Plataforma de estação de petróleo em alto-mar

 

Tipos de petróleo


O petróleo é classificado de acordo com a predominância de um determinado grupo de substâncias ou ainda em relação à região na qual ele foi explorado. Veja:

  • Petróleo Brent: produzido na região do Mar do Norte e proveniente dos sistemas de exploração petrolífera de Brent e Ninian. É o petróleo na sua forma bruta, sem passar pelo sistema de refino;

  • Petróleo Light: é o petróleo que já passou pelo processo de refino e que não apresenta, portanto, impurezas;

  • Petróleo Naftênico: apresenta grande quantidade de hidrocarbonetos naftênicos;

  • Petróleo Parafínico: apresenta grande quantidade de hidrocarbonetos parafínicos;

  • Petróleo Aromático: apresenta grande quantidade de hidrocarbonetos aromáticos;
     

Métodos de separação empregados no petróleo


a) Processos mecânicos de separação empregados no petróleo

Após ser extraído, o petróleo é submetido a dois processos de purificação, a saber:

  • Decantação: Método de separação utilizado para separar misturas com líquidos imiscíveis, ou seja, que não se dissolvem. É utilizado para separar o petróleo da água, misturada durante a exploração;

  • Filtração: Método de separação utilizado para separar componentes sólidos presentes em um líquido. Durante a perfuração de uma jazida petrolífera, o petróleo pode ser misturado a componentes sólidos, como areia e argila.

b) Refino do petróleo

O refino do petróleo é o método de separação das frações do petróleo. Como o petróleo apresenta diversas substâncias diferentes, é impossível separá-las uma a uma. O que é feito é a separação de grupos de substâncias denominados de frações do petróleo.

Para tal, é utilizada a destilação fracionada, que é um método que separa os componentes de uma mistura composta predominantemente por líquidos. Nesse método, o petróleo é submetido a um aquecimento, e a separação das frações é realizada em uma torre de fracionamento de acordo com os seus pontos de ebulição.

Exemplo de uma refinaria de petróleo
Exemplo de uma refinaria de petróleo

 

Frações do petróleo e suas utilizações
 

  • Gás natural: Utilizado como combustível e na fabricação de plásticos;

  • Gás liquefeito de petróleo: utilizado como gás de cozinha;

  • Éter de petróleo: utilizado na produção de solventes que são utilizados em lavagem a seco;

  • Benzina: utilizada como solvente de substâncias orgânicas;

  • Nafta: é uma importante matéria-prima para a produção de plásticos;

  • Gasolina: combustível para motores de veículos;

  • Querosene: combustível para aviões;

  • Óleo diesel: combustível para veículos de grande porte;

  • Óleo lubrificante: lubrificação de máquinas e de motores gerais;

  • Vaselina: fabricação de produtos cosméticos e de panificação;

  • Parafina: fabricação de cosméticos;

  • Asfalto: fração utilizada na pavimentação;

  • Coque de petróleo: reveste a parte interna de fornos refratários.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

25 Nov 2016

Compartilhe: