Experimento “A serpente de faraó”

Você está aqui

Home / Experimentos de Química / Experimento “A serpente de faraó”

O experimento simula uma serpente saindo da areia
O experimento simula uma serpente saindo da areia

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

Compartilhe:

O experimento “A serpente de faraó” é uma forma interessante de estudar a ocorrência de fenômenos químicos (reações químicas), isto é, a transformação de um ou mais materiais (reagentes) em outros (produtos). Uma reação química pode ser representada da seguinte forma:

A + B → C + D

Na equação acima, os reagentes são A e B, e os produtos são C e D. Essa equação evidencia que, em todo fenômeno químico, temos a transformação dos materiais contidos nos reagentes.

→ Os fatores que indicam a ocorrência de um fenômeno químico são:

  • Mudança de cor

  • Presença de fumaça

  • Produção de gás

  • Aquecimento espontâneo

  • Turvação (perde a transparência ou a limpidez)

  • Formação de um sólido

Veja agora o passo a passo para a realização do experimento “A serpente de faraó” e os fatores que comprovam a ocorrência de um fenômeno químico no experimento:

→ Materiais necessários para a realização do experimento

  • Açúcar comum (etanol)

  • Bicarbonato de sódio

  • Álcool comum

  • Êmbolo de seringa de 20 mL

  • 1 garrafa PET de 250 mL

  • 1 tesoura

  • Bacia grande com areia

  • 1 palito de dente

  • Caixa de fósforos

  • 1 cadinho ou cápsula de porcelana

  • 1 pistilo

  • 1 colher de chá

  • 1 conta gotas

→ Procedimento

1o) Colocar no interior do cadinho uma colher de chá de bicarbonato de sódio e duas colheres de açúcar. Em seguida, misturar e macerar, utilizando o pistilo, até que a mistura torne-se o mais fina e homogênea possível;

2o) Cortar a garrafa PET, com o auxílio da tesoura, cerca de dois dedos abaixo da tampa;

A seta indica o local em que devemos cortar a garrafa PET
A seta indica o local em que devemos cortar a garrafa PET

3o) Adicionar, com o auxílio da colher de chá, a mistura do cadinho (1o procedimento) no interior da parte recortada da garrafa até a altura da tampa;

A seta indica até que ponto devemos adicionar a mistura contida no cadinho
A seta indica até que ponto devemos adicionar a mistura contida no cadinho

4o) Adicionar de 10 a 15 gotas de álcool à mistura presente na tampa da garrafa pet. Logo após, misturar bem utilizando o palito de dente;

5o) Pressionar, utilizando o embolo da seringa, a mistura presente na tampa da garrafa para que ela fique bem compactada. O objetivo é formar uma pastilha com a mistura;

6o) Retirar a tampa da garrafa. Nela estará a mistura compactada;

7o) Retirar a pastilha da tampa com muito cuidado sobre a areia na bacia. O ideal é que ela seja retirada inteira.

8o) Adicionar álcool em volta e sobre a pastilha. Em seguida, riscar o fósforo.

9o) Observar os acontecimentos:

→ Precauções

  • Não deixar o frasco com álcool próximo ao experimento;

  • Não adicionar álcool diretamente na chama;

  • Não posicionar a pastilha próximo da borda da bacia.

→ Explicação do experimento

Quando colocamos fogo na pastilha, várias reações químicas diferentes ocorrem, formando assim uma massa preta cilíndrica que lembra uma serpente, que é constituída por substâncias oriundas da reação.

As reações químicas que ocorrem durante o experimento são:

  • Combustão do álcool comum (etanol):

C2H6O + 3 O2→ 2 CO2 + 3 H2O

Essa reação é importante porque é utilizada para a produção da chama, que, por sua vez, produzirá calor para a ocorrência das outras combustões e decomposições.

  • Combustão completa do açúcar

C12H22O11 + 12 O2→ 12 CO2 + 11 H2O

A combustão completa do açúcar produz gás carbônico e água.

  • Combustão incompleta do açúcar

C12H22O11 + O2→ 12 C + 11 H2O

A combustão incompleta do açúcar produz carvão (C) e água na forma de vapor. O carvão é um material sólido de coloração preta.

NaHCO3 → Na2CO3 + CO2 + H2O

Nessa reação, o bicarbonato dá origem a três novos compostos: o carbonato de sódio, o gás carbônico e a água (na forma de vapor).

  • Decomposição do carbonato de sódio

Na2CO3 → Na2O + CO2

A decomposição térmica do carbonato de sódio (Na2CO3) produz óxido de sódio e gás carbônico.

Assim, analisando as equações, concluímos que os principais produtos formados durante as reações são carvão (C), óxido de sódio (Na2O) e gás carbônico (CO2).

O carvão forma com o óxido de sódio uma mistura (de cor negra) capaz de aprisionar o gás carbônico formado, em razão das forças intermoleculares entre o carvão e o óxido. Por conta disso, temos o aumento do tamanho da mistura negra cilíndrica (que lembra a serpente).

→ Por que podemos afirmar que ocorreu uma reação química?

As evidências da ocorrência de reação química são:

  • Coloração preta do material formado (indica mudança de cor, já que os reagentes utilizados não tinham essa coloração);

  • Crescimento desordenado do material formado;

  • Paredes cheias de aerações (indica a passagem de gás);

  • Presença de fumaça (indica a queima).


Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

Compartilhe: