Cálculos envolvendo diluição de soluções

Você está aqui

Home / Físico-Química / Soluções / Cálculos envolvendo diluição de soluções

É possível calcular a concentração de uma solução que foi diluída
É possível calcular a concentração de uma solução que foi diluída

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

16 Nov 2016

Compartilhe:

Diluir significa adicionar ou retirar solvente de uma solução. Assim, os cálculos envolvendo diluição de soluções estão diretamente relacionados com o aumento ou diminuição do volume do solvente.

Os itens envolvidos e que podem ser calculados quando uma diluição é realizada são:

  • Volume da solução inicial (Vi);

  • Volume da solução final (Vf);

  • Concentração (comum ou em mol/L) da solução final (Cf ou Mf);

  • Concentração da solução inicial (Ci ou Mi);

  • Volume de solvente adicionado (Va);

  • Volume de solvente retirado (Vr).

Fórmula para determinar o volume final em uma diluição

O volume final da solução que foi diluída é calculado de acordo com o tipo de diluição:

  • Diluição com acréscimo de água

Se a diluição envolver o acréscimo de solvente, o volume final é definido pela soma do volume inicial com o volume de solvente adicionado.

Vf = Vi + Va

  • Diluição com retirada de solvente

Se a diluição envolver a retirada de solvente, o volume final é definido pela subtração entre o volume inicial e o volume de solvente retirado.

Vf = Vi - Vr

Fórmula para determinar a concentração da solução na diluição

Para determinar a concentração final ou inicial de uma diluição, devemos utilizar as seguintes expressões:

Ci.Vi = Cf.Vf

Mi.Vi = Mf.Vf

Exemplos de cálculos envolvendo diluição de soluções

Exemplo 1: (PUC-RS) Foram adicionados 35,00 mL de água destilada a 15,00 mL de uma solução 0,50 M em KMnO4. A molaridade dessa nova solução é:

a) 0,050

b) 0,075

c) 0,100

d) 0,150

e) 0,175

Dados fornecidos pelo exercício:

  • Vi = 15 mL

  • Va = 35 mL

  • Mi = 0,5M

  • Mf = ?

1o Passo: Utilizar os valores do volume inicial e do volume adicionado na expressão do volume final:

Vf = Vi + Va

Vf = 15 + 35

Vf = 50 mL

2o Passo: Substituir os valores fornecidos no enunciado e a expressão construída no primeiro passo na fórmula a seguir:

Mi.Vi = Mf.Vf

0,5.15 = Mf.50

7,5 = Mf.50

Mf = 7,5
      50

Mf = 0,15 M

Exemplo 2: Na preparação de 200 mL de uma solução aquosa 1 M de ácido clorídrico, um estudante dispôs de uma solução aquosa 5 M desse ácido. Qual é o volume da solução inicial que foi utilizado?

a) 4 mL

b) 20 mL

c) 40 mL

d) 100 mL

e) 150 mL

Dados fornecidos pelo exercício:

  • Vi = ?

  • Vf = 200 mL

  • Mi = 5M

  • Mf = 1M

Como o enunciado forneceu o volume final e as concentrações molares, basta substituir os valores fornecidos na fórmula a seguir:

Mi.Vi = Mf.Vf

5. Vi = 1.200

5Vi = 200

Vi = 200
     5

Va = 40 mL

Exemplo 3: (FURG) Quantos mililitros de água deverão ser adicionados a 100 mL de uma solução de NaOH 0,2M para que a solução tenha concentração resultante de 0,05M?

a) 100mL.

b) 400mL.

c) 30mL.

d) 40mL.

e) 300mL.

Dados fornecidos pelo exercício:

  • Vi = 100mL

  • Va = ?

  • Mi = 0,2M

  • Mf = 0,05M

1o Passo: Utilizar o valor do volume inicial na expressão do volume final:

Vf = Vi + Va

Vf = 100 + Va

2o Passo: Substituir os valores fornecidos no enunciado e a expressão construída no primeiro passo na fórmula a seguir:

Mi.Vi = Mf.Vf

0,2.100 = 0,05.(100 + Va)

20 = 5 + 0,05 Va

20 – 5 = 0,05Va

Va =  15  
      0,05

Va = 300 mL


Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

16 Nov 2016

Compartilhe: