Constante de ionização

Você está aqui

Home / Físico-Química / Equilíbrio Químico / Constante de ionização

Sigla utilizada para representar a constante de ionização de ácidos e bases
Sigla utilizada para representar a constante de ionização de ácidos e bases

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

Compartilhe:
Por Diogo Dias

Constante de ionização (Ki) é uma grandeza matemática utilizada para referir-se a um equilíbrio iônico (apresenta cátion e ânion), obtido a partir de uma dissociação ou ionização.

Independentemente do equilíbrio iônico de ionização (quando um ácido é dissolvido em água) ou do equilíbrio iônico de dissociação (quando uma base é dissolvida em água), a grandeza utilizada para representá-los é a constante de ionização (Ki).

Exemplo de uma equação em equilíbrio de ionização de um ácido
Exemplo de uma equação em equilíbrio de ionização de um ácido

Exemplo de uma equação em equilíbrio de dissociação de uma base
Exemplo de uma equação em equilíbrio de dissociação de uma base

Porém, a sigla Kb (constante de dissociação da base) ou a Ka (constante de ionização do ácido) também podem ser utilizadas de forma específica para representar esses casos.

Para efetuar a constante de ionização

Assim como a constante de equilíbrio Kc, na fórmula para calcular a constante de ionização, a multiplicação entre as concentrações molares dos produtos está no numerador, e a concentração molar do ácido ou da base participante do equilíbrio está no denominador.

a) Para um ácido:

Exemplo de uma equação em equilíbrio de ionização de um ácido
Exemplo de uma equação em equilíbrio de ionização de um ácido

Expressão da constante de ionização para um ácido
Expressão da constante de ionização para um ácido

Obs.: y é a quantidade de hidrônios produzidos na ionização.

b) Para uma base:

Exemplo de uma equação em equilíbrio de dissociação de uma base
Exemplo de uma equação em equilíbrio de dissociação de uma base

Expressão da constante de ionização para uma base
Expressão da constante de ionização para uma base

Obs.: X é a quantidade de hidroxilas liberadas na dissociação.

Interpretações para a constante de ionização

O valor da constante de ionização é uma importante referência utilizada para classificar um ácido ou uma base quanto à força, ou seja, capacidade de se ionizar ou se dissociar quando dissolvidos em água.

a) Para os ácidos:

Os ácidos, com relação à força, são classificados em fortes (ionizam-se muito), moderados ou fracos (ionizam-se pouco). Para realizar essa classificação, basta ter o valor da constante de ionização de um ácido.

Em geral, quanto maior o valor da constante de ionização, maior será a força do ácido. Assim, são importantes os valores de Ki de ácidos diferentes para avaliar e comparar suas forças de ionização.

Porém, caso exista apenas um único ácido, considera-se forte aquele que apresenta a constante de ionização maior ou igual a 10-4 mol/L.

b) Para as bases:

As bases, com relação à força, são classificadas em fortes (dissociam-se muito) ou fracas (dissociam-se pouco). Para realizar essa classificação, basta ter o valor da constante de ionização de uma base.

Geralmente, quanto maior for o valor da constante de ionização, maior será a força da base. Assim, os valores de Ki de bases diferentes são importantes para avaliar e comparar suas forças de ionização.

Porém, caso exista apenas uma única base, considera-se forte aquela que apresenta a constante de ionização maior ou igual a 10-4 mol/L.

Exemplos de constante de ionização

1º Exemplo: Montagem da constante de ionização do ácido fosfórico (H3PO4).

Equação em equilíbrio de ionização do ácido fosfórico
Equação em equilíbrio de ionização do ácido fosfórico

Expressão da constante de ionização do ácido fosfórico
Expressão da constante de ionização do ácido fosfórico

2º Exemplo: Classificação quanto à força de algumas bases.

Observe as bases a seguir e seus valores de constante de ionização em mol/L:

Algumas bases e suas constantes de ionização
Algumas bases e suas constantes de ionização

Analisando as constantes de ionização dessas bases, podemos ordená-las da seguinte forma decrescente (da mais forte para a mais fraca):

5,0.10-4 > 1,8.10-5 > 1,2.10-7


Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

Compartilhe: