Galvanoplastia

Você está aqui

Home / Físico-Química / Eletroquímica / Galvanoplastia

Chaves são exemplos de materiais que passam pelo processo de galvanoplastia
Chaves são exemplos de materiais que passam pelo processo de galvanoplastia

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

05 Oct 2016

Compartilhe:

Galvanoplastia é uma técnica industrial que utiliza a eletrólise em meio aquoso para cobrir uma determinada peça metálica com outro metal. O objetivo é obter uma ou mais das vantagens a seguir:

  • Adquirir resistência a corrosão;

  • Adquirir proteção contra a oxidação;

  • Apresentar maior durabilidade;

  • Aumentar a resistência da peça;

  • Ampliar a espessura da peça;

  • Aumentar a condutividade elétrica ou térmica;

  • Fazer com que a peça possa passar por um processo de soldagem com maior resistência;

  • Melhorar a estética da peça.

 

Tipos de galvanoplastia

 

O tipo de galvanoplastia sempre está associado ao metal que foi utilizado para recobrir uma determinada peça. Assim, veja os mais realizados tipos de galvanoplastia:

  • Cromagem: recobrimento de uma peça com o metal crômio (Cr);

  • Prateação: recobrimento de uma peça com o metal prata (Ag);

  • Douração: recobrimento de uma peça com o metal ouro (Au);

  • Niquelagem: recobrimento de uma peça com o metal níquel (Ni);

  • Zincagem: recobrimento de uma peça com o metal zinco (Zn);

  • Estanhagem: recobrimento de uma peça com o metal estanho (Sn);

  • Cadmeação: recobrimento de uma peça com o metal cádmio (Cd).

Talheres que foram submetidos ao método da douração
Talheres que foram submetidos ao método da douração

Como ocorre a galvanoplastia?

A galvanoplastia pode ser realizada por intermédio de duas técnicas básicas:

1a Técnica:

  • O objeto de metal a ser recoberto é posicionado no cátodo;

  • Um material inerte (grafita) é posicionado no ânodo;

  • Utiliza-se uma solução saturada formada por água e um sal que contenha o metal que recobrirá o outro objeto metálico.

OBS.: Nessa técnica, apenas os cátions do metal (provenientes do sal) sofrerão redução no outro objeto metálico.

2a Técnica:

  • O objeto de metal a ser recoberto é posicionado no cátodo;

  • Uma placa do metal que recobrirá o objeto metálico é posicionada no ânodo;

  • Utiliza-se uma solução com o metal que recobrirá o outro objeto metálico.

OBS.: Nessa técnica, o metal presente no ânodo sofre oxidação e aumenta a quantidade de cátions na solução, o que eleva a quantidade de material reduzido no objeto metálico.

Independentemente da técnica utilizada, o princípio da galvanoplastia é sempre o mesmo:

  • 1o: A perda de elétrons ocorre no ânodo.

OBS.: Se o eletrodo não for inerte, será perceptível o desgaste da placa metálica no ânodo.

  • 2o: O objeto metálico a ser recoberto é o cátodo, logo, os cátions presentes na solução serão direcionados até ele, pois haverá um excesso de elétrons;

  • 3o: Quando os cátions chegarem ao objeto metálico, sofrerão o fenômeno da redução, no qual receberão elétrons e tornar-se-ão metais sólidos, aderindo ao objeto metálico.

Desvantagens da galvanoplastia

A galvanoplastia pode ser extremamente danosa ao meio ambiente e à saúde de homens e animais. Isso ocorre porque a solução final do processo sempre apresenta uma quantidade de cátions que pertenciam aos metais utilizados.

Se a solução com os cátions dos metais não passar por um tratamento e for lançada como rejeito em rios, lagos ou oceanos, acumular-se-á nas espécies vivas, desencadeando diversos males, como alterações nos órgãos e perda ou diminuição da capacidade de locomoção.


Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

05 Oct 2016

Compartilhe: