Osmose

Você está aqui

Home / Físico-Química / Propriedades Coligativas / Osmose

No exemplo acima, há osmose no sentido do solvente para a solução
No exemplo acima, há osmose no sentido do solvente para a solução

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe:
Por Jennifer Rocha

A osmose é um fenômeno que ocorre quando o solvente passa através de uma membrana semipermeável em sentido a uma solução, ou quando o solvente de uma solução menos concentrada (mais diluída) passa através de uma membrana semipermeável em sentido a uma solução mais concentrada (menos diluída).


Ilustração de mecanismo de osmose entre solvente e solução e entre duas soluções

Na imagem no início do texto, vimos que, ao acrescentar soluto em um dos solventes, formando-se uma solução do lado direito, ocorre a passagem do solvente puro através da membrana semipermeável que os separa e, com o tempo, o volume da solução aumenta.

Esse é um processo espontâneo, daí a origem do nome desse fenômeno, pois osmose vem do grego osmós, que significa “impulso”, e é um processo que ocorre em virtude da diferença de concentração entre os meios externo e interno. O estudo da osmose é chamado de osmoscopia, que é considerada uma propriedade coligativa, pois é uma propriedade que não depende da natureza do soluto, mas sim da concentração ou do número de partículas de soluto dissolvidas.

A membrana semipermeável é seletiva, sendo que ela permite a passagem do solvente, mas não das partículas de soluto. As cascas de muitas frutas, verduras, legumes e hortaliças funcionam como membranas semipermeáveis.

Por exemplo, imagine que coloquemos uma ameixa seca dentro de um copo contendo somente água (solvente). Depois de algum tempo, notaremos que a ameixa estará inchada. Isso acontece porque a casca da ameixa funciona como uma membrana semipermeável, permitindo a passagem do solvente (água) para dentro da ameixa, que é uma solução.

Outros exemplos de membranas semipermeáveis são papel celofane, bexiga animal, certos tipos de gelatina, a membrana celular, entre outros.

Veja mais alguns exemplos de osmose:

* Quando colocamos uma cenoura mergulhada em um recipiente contendo uma solução concentrada de água e sal (salmoura), podemos observar que, com o tempo, a cenoura murcha. Isso se deve ao fato de que, nesse caso, a solução de salmoura está mais concentrada que a solução dentro da cenoura, por isso a água da cenoura passa por sua casca e vai para o exterior, ou seja, a cenoura perde água, desidrata-se. Nesse caso, a osmose ocorre com a passagem de solvente da solução menos concentrada para a mais concentrada;

* Quando temperamos saladas que contêm alface, verificamos que, após algum tempo, a alface murcha, porque ocorre acúmulo de água no recipiente. Isso também é explicado pela osmose, em que a água da alface passa para o exterior;


Osmose em alface temperada com sal

* A carne seca é feita salgando-a bastante e, com isso, ela perde água, conservando-se por muito mais tempo, já que os micro-organismos não encontram umidade necessária para proliferar;

* Esse princípio de conservação da carne seca é o mesmo das frutas em conserva, que são colocadas em soluções com excesso de açúcar, o que desidrata também a fruta por osmose, destruindo as bactérias que poderiam apodrecê-las.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe: