Lei das proporções constantes de Proust

Você está aqui

Home / Química Geral / Lei das proporções constantes de Proust

Retrato de Joseph Louis Proust (1754-1826), gravura de 1795, Inglaterra
Retrato de Joseph Louis Proust (1754-1826), gravura de 1795, Inglaterra

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe:
Por Jennifer Rocha

No ano de 1806, o químico e farmacêutico Joseph Louis Proust (1754-1826) enunciou a lei das proporções constantes, também conhecida como lei das proporções definidas ou, ainda, Lei de Proust. Essa lei é muito importante porque forneceu as bases para o atomismo e também é usada para a obtenção de outras fórmulas químicas importantes, tais como a fórmula molecular, a fórmula percentual ou centesimal e a fórmula mínima ou empírica.

A lei das proporções constantes de Proust pode ser enunciada da seguinte forma:

Enunciado da Lei de Proust
Enunciado da Lei de Proust

Para entender o que diz essa lei, considere um exemplo: Ao realizar experimentos, observamos que 10,0 g de cobre metálico reagem com 5,06 g de enxofre, formando como produto 15,06 g de sulfeto cúprico.

 Cu(s)   +    S(s)    →   CuS(s)
↓             ↓             ↓  
10,0 g     5,06 g     15,06 g

Segundo a lei de Proust, essa reação sempre ocorrerá nessa mesma proporção de massas. Por exemplo, se dobrarmos o valor do cobre metálico usado, veja o que acontecerá:

  Cu(s)  +   S(s)   →  CuS(s)  +  Cu(s)
↓             ↓             ↓             ↓
20,0 g     5,06 g     15,06 g     10,0 g
parte em excesso                               parte que não reagiu

Veja que os 10 gramas de cobre sobraram como excesso e só reagiu a massa que a proporção definiu.

O mesmo ocorre se dobrarmos a quantidade de enxofre:

Cu(s)   +   S(s)    →   CuS(s)   +  S(s)
↓             ↓              ↓              ↓ 
10,0 g     10,12 g     15,06 g     5,06 g
                      parte em excesso           parte que não reagiu

Viu, só?! Isso ocorre com qualquer quantidade a mais que acrescentarmos. Por exemplo, se usarmos 10 g de cobre e 8 g de enxofre, sobrarão 2,94 g de enxofre.

Mas se seguirmos a proporção e aumentarmos ou diminuirmos igualmente todas as massas, a reação ocorrerá de forma completa, sendo consumidos todos os reagentes, e a massa do produto também seguirá sempre as mesmas proporções:

Dados experimentais em reação entre cobre e enxofre com formação de sulfeto cúprico confirmam a lei das proporções constantes
Dados experimentais em reação entre cobre e enxofre com formação de sulfeto cúprico confirmam a lei das proporções constantes

Essa é uma lei porque se aplica a todas as reações que envolvem substâncias puras. Mas observe que isso ocorre somente com substâncias puras (simples ou compostas), e não com misturas.

Outro ponto que podemos perceber nos dados mostrados na tabela acima é que essas reações também seguem a Lei de Lavoisier (Lei da conservação da massa), que diz que a massa do produto é igual à soma das massas dos reagentes.

Tanto a Lei de Lavoisier quanto a Lei de Proust são exemplos de Leis Ponderais, ou seja, são leis que relacionam as massas dos participantes de uma reação química.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe: