Separação magnética

Você está aqui

Home / Química Geral / Métodos de separação de misturas / Separação magnética

Separação de componentes metálicos por meio de um eletroímã
Separação de componentes metálicos por meio de um eletroímã

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

Compartilhe:
Por Diogo Dias

Separação magnética é um método de separação de misturas utilizado para separar um ou mais componentes de uma mistura heterogênea formada por sólidos. Vale ressaltar que pelo menos um dos componentes da mistura deve apresentar propriedades magnéticas (pode ser atraído por um imã ou um eletroímã).

No Brasil, é um método muito utilizado na área de processamento ou purificação de minérios, assim como na separação de componentes metálicos presentes no lixo que podem ser reciclados. Alguns exemplos de produtos obtidos a partir da separação magnética são: Cobalto, Ferro e Níquel.

Princípios da separação magnética

  • Quando realizada por via seca, na qual todos os materiais encontram-se no estado sólido, o ímã ou eletroímã é aproximado da mistura e realiza a atração;

  • Quando realizada por via úmida, a mistura formada por materiais no estado sólido é submetida a um processo de lavagem antes da aproximação do ímã ou do eletroímã.

Exemplo simples de aplicação da separação magnética

Um exemplo clássico da aplicação da separação magnética é quando temos uma mistura formada por areia e ferro. Quando passamos um ímã sobre a mistura, o ferro é atraído, sendo separado da areia. Isso ocorre porque apenas o ferro apresenta propriedade magnética.

Materiais que podem ser atraídos na separação magnética

Com relação ao magnetismo, os materiais podem ser chamados de três formas diferentes:

  • Paramagnéticos: trata-se de materiais que são atraídos fracamente por um campo magnético. Exemplos: alumínio, magnésio, sulfato de cobre, bário, cálcio, sódio etc.;

  • Ferromagnéticos: trata-se de materiais que são atraídos fortemente por um campo magnético. Exemplos: ferro, níquel, cobalto e ligas metálicas formadas por todos estes metais.

Existem metais e materiais que não podem ser atraídos por um ímã, já que, quando em contato com ele, sofrem uma repulsão do campo eletromagnético. Esses materiais são chamados de diamagnéticos. Alguns exemplos de materiais diamagnéticos são: bismuto, cobre, prata, ouro e chumbo.

Vantagens da separação magnética

  • É um método que não produz resíduos que possam causar danos ambientais;

  • Não utiliza maquinários que, porventura, necessitariam de manutenção, reduzindo, assim, custos;

  • Depende basicamente de um ímã ou eletroímã, que são materiais de baixo custo;

  • É um método que é utilizado para a separação de alguns materiais que podem passar pelo processo da reciclagem;

  • Não depende da utilização e desenvolvimento de tecnologias ou produtos químicos para ser realizada, sendo viável economicamente.

 

Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

Compartilhe: