Caráter de um sal

Você está aqui

Home / Química Inorgânica / Funções Inorgânicas / Caráter de um sal

O cloreto de sódio é um exemplo de sal neutro
O cloreto de sódio é um exemplo de sal neutro

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

12 Nov 2015

Compartilhe:

Algumas classificações propostas para os sais inorgânicos estão relacionadas com as substâncias químicas que foram utilizadas para a obtenção deles. De uma forma geral, os sais são obtidos por meio do processo de neutralização entre um ácido e uma base. Veja a equação geral de uma neutralização:

HX + YOH → YX + H2O

Podemos observar que, em um processo de neutralização, o hidrogênio ionizável do ácido interage com a hidroxila da base para formar água, e o cátion Y da base interage com o ânion X do ácido para formar o sal.

Uma das classificações que são determinadas pelo conhecimento da reação de neutralização entre ácidos e bases é o chamado caráter do sal, isto é, a característica ácida, básica ou neutra que ele pode apresentar. Assim, para conhecer o caráter do sal, é fundamental conhecer o ácido e a base que deram origem a ele.

Quando um sal com caráter ácido é dissolvido em água, o pH do meio fica menor que 7. Já quando um sal com caráter básico é dissolvido em água, o pH do meio fica maior que 7. O sal de caráter neutro, por sua vez, não sofre alteração do pH do meio em que foi dissolvido.

Vejamos agora os critérios específicos para a determinação do caráter de cada um dos tipos de sais:

a) Caráter ácido para os sais

Um sal apresenta caráter ácido sempre que é originado a partir de um ácido forte e de uma base fraca.

  • Ácidos fortes: todo ácido cuja subtração do número de oxigênios pelo número de hidrogênios ionizáveis é maior ou igual a 2, além dos ácidos HCl, HBr e HI;

  • Bases fortes: é toda base que apresenta metal das famílias IA e IIA, com exceção do elemento Magnésio (Mg)

Alguns exemplos de sais ácidos:

Exemplo 1: AlCl3 - Cloreto de alumínio

O cloreto de alumínio é um sal de caráter ácido porque foi originado pelo hidróxido de alumínio [Al(OH)3], que é uma base fraca (o alumínio não pertence às famílias IA e IIA), e pelo ácido clorídrico (HCl), que é um ácido forte.

A equação que representa a formação desse sal ácido é dada por:

3 HCl + 1 Al(OH)3 → 1 AlCl3 + 3 H2O

Exemplo 2: Ag2SO4 - Sulfato de prata

O sulfato de prata é um sal de caráter ácido porque foi originado pelo hidróxido de prata (AgOH), que é uma base fraca (a prata não pertence às famílias IA e IIA), e pelo ácido sulfúrico (H2SO4), que é um ácido forte, pois, quando subtraímos 4 - 2 (4 oxigênios - 2 hidrogênios ionizáveis), o resultado é 2.

A equação que representa a formação desse sal ácido é dada por:

1 H2SO4 + 2 AgOH → 1 Ag2SO4 + 2 H2O

Exemplo 3: Pb(NO3)2 - Nitrato de chumbo II

O nitrato de chumbo II é um sal de caráter ácido porque foi originado pelo hidróxido de chumbo II [Pb(OH)2], que é uma base fraca (o chumbo não pertence às famílias IA e IIA), e pelo ácido nítrico (HNO3), que é um ácido forte, pois, quando subtraímos 3-1 (3 oxigênios - 1 hidrogênio ionizável), o resultado é 2.

A equação que representa a formação desse sal ácido é dada por:

2 HNO3 + 1 Pb(OH)2 → 1 Pb(NO3)2 + 2 H2O

b) Caráter básico para os sais

Um sal apresenta caráter básico sempre que é originado a partir de um ácido fraco e de uma base forte.

Alguns exemplos de sais básicos:

Exemplo 1: KCN – Cianeto de Potássio

O Cianeto de Potássio é um sal de caráter básico porque foi originado pelo hidróxido de potássio (KOH), que é uma base forte (o potássio é da família IA), e pelo ácido cianídrico (HCN), que é um ácido fraco (não é um dos hidrácidos considerados fortes - HBr, HI, HF).

A equação que representa a formação desse sal básico é dada por:

1 HCN + 1 KOH → 1 KCN + 1 H2O

Exemplo 2: Ca(NO2)2 – Nitrito de cálcio

O Nitrito de cálcio é um sal de caráter básico porque foi originado pelo hidróxido de cálcio [Ca(OH)2], que é uma base forte (o cálcio é da família IIA), e pelo ácido nitroso (HNO2), que é um ácido moderado, pois, quando subtraímos 2-1 (2 oxigênios – 1 hidrogênio ionizável), o resultado é 1.

A equação que representa a formação desse sal básico é dada por:

2 HNO2 + 1 Ca(OH)2 → 1 Ca(NO2)2 + 2 H2O

Exemplo 3: Na2S – Sulfeto de sódio

O sulfeto de sódio é um sal de caráter básico porque foi originado pelo hidróxido de sódio (NaOH), que é uma base forte (o sódio é da família IA), e pelo ácido sulfídrico (H2S), que é um ácido fraco (não é um dos hidrácidos considerados fortes - HBr, HI, HF).

A equação que representa a formação desse sal básico é dada por:

1 H2S + 2 NaOH → 1 Na2S + 2 H2O

c) Caráter neutro para os sais

Um sal apresenta caráter neutro sempre que é originado a partir de um ácido fraco e uma base fraca ou, ainda, quando é originado a partir de ácido e base fortes.

Alguns exemplos de sais neutros:

Exemplo 1: LiClO4 – Perclorato de lítio

O perclorato de lítio é um sal de caráter neutro porque foi originado pelo Hidróxido de Lítio (LiOH), que é uma base forte (o Lítio é da família IA), e pelo ácido perclórico (HclO4), que é um ácido forte, pois, quando subtraímos 4 - 1 (4 oxigênios - 1 hidrogênio ionizável), o resultado é 3.

A equação que representa a formação desse sal neutro é dada por:

1 HClO4+ LiOH → 1 LiClO4 + 1 H2O

Exemplo 2: Zn(NC)2– Isocianeto de zinco

O isocianeto de zinco é um sal de caráter neutro porque foi originado pelo Hidróxido de Zinco [Zn(OH)2], que é uma base fraca, e pelo ácido isocianídrico (HNC), que é um ácido fraco (não é um dos hidrácidos considerados fortes - HBr, HI, HF).

A equação que representa a formação desse sal neutro é dada por:

2 HNC + 1 Zn(OH)2 → 1 Zn(NC)2 + 2 H2O

Exemplo 3: KI – Iodeto de potássio

O iodeto de potássio é um sal de caráter neutro porque foi originado pelo hidróxido de potássio (KOH), que é uma base forte (o Potássio é da família IA), e pelo ácido iodídrico (HI), que é um ácido forte.

A equação que representa a formação desse sal neutro é dada por:

1 HI + 1 KOH → 1 KI + 1 H2O


Por Me. Diogo Lopes Dias

Curtidas

0

Comentários

0

por Diogo

12 Nov 2015

Compartilhe: