Alcanos

Você está aqui

Home / Química Orgânica / Grupos Funcionais / Hidrocarbonetos / Alcanos

As parafinas para velas são constituídas fundamentalmente por alcanos com mais de 17 carbonos
As parafinas para velas são constituídas fundamentalmente por alcanos com mais de 17 carbonos

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe:
Por Jennifer Rocha

Os alcanos são hidrocarbonetos acíclicos e saturados, ou seja, são compostos formados apenas por átomos de carbono e hidrogênio, de cadeia aberta e com somente ligações simples entre seus carbonos.

Veja alguns exemplos:

                         

 

 

Observe que a fórmula molecular de todos esses compostos obedece à seguinte fórmula geral: CnH2n + 2, sendo que “n” é um número inteiro e positivo.

Por exemplo, no caso do primeiro alcano mostrado acima, o valor de n é 1, porque há apenas 1 carbono. Então a quantidade de hidrogênios será dada por:

2n + 2 = 2 . 1 + 2 = 4

Isso se aplica a todos os alcanos.

A sua nomenclatura é dada por:


Regras de nomenclatura de alcanos

A quantidade de carbonos é dada pela regra geral da IUPAC:

1 C = met                    4C = but                     7 C = hept
2 C=    et                     5 C = pent                   8C = oct
3 C = prop                   6 C = hex                    9 C = non

O infixo sempre indica o tipo de ligação entre os carbonos. Visto que os alcanos possuem somente ligações simples, o infixo sempre será “na”. E o sufixo indica o grupo funcional ao qual eles pertencem: hidrocarbonetos = sufixo “o”.

Exemplos:

CH = metano
H3C — CH3 = etano
H3C — CH2 — CH3 = propano
H
3C — CH2 — CH2 — CH3 = butano
H
3C — CH2 — CH2 — CH2 — CH3 = pentano
H3C — CH2 — CH2 — CH2 —CH2 — CH3 = hexano

Os quatro primeiros alcanos acima são gasosos à temperatura ambiente. Os alcanos que possuem de 5 a 17 carbonos são líquidos, e os que possuem mais de 17 átomos de carbono são sólidos.

Os alcanos também são chamados de parafinas ou hidrocarbonetos parafínicos, sendo que essa palavra vem do latim parum, que significa “pouca ou pequena”, e affinis, que é “afinidade”, isto é, “pouca afinidade”. Isso acontece porque esses compostos são pouco reativos em decorrência do fato de suas moléculas serem apolares. Como consequência disso, as suas reações ocorrem com dificuldade, dessa forma, altas temperaturas, catalisadores, luz ultravioleta, entre outros, fazem-se necessários.

A parafina é um produto muito utilizado na produção de velas, que são constituídas fundamentalmente por uma mistura de vários alcanos.

O principal alcano utilizado no cotidiano é o metano, que é também chamado de gás natural (localizado em jazidas de petróleo), gás dos pântanos (pode ser obtido nas regiões pantanosas pela fermentação da celulose), biogás (é usado como combustível) e gasolixo (pode ser obtido também no lixo, pela decomposição anaeróbica do material orgânico).


O metano é considerado o principal alcano e ele pode ser obtido nos pântanos

Além do metano, todos os alcanos são combustíveis, por isso muitos deles são usados em nosso cotidiano. Por exemplo, os derivados de petróleo, como a gasolina e o óleo diesel, contêm uma mistura de alcanos, e o isqueiro possui o butano como gás combustível.


Nos isqueiros descartáveis, o combustível é o butano
 

Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe: