Nitroglicerina

Você está aqui

Home / Química Orgânica / Grupos Funcionais / Funções Nitrogenadas / Nitroglicerina

Fórmula da nitroglicerina
Fórmula da nitroglicerina

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe:
Por Jennifer Rocha

A nitroglicerina é um nitrocomposto, conforme pode ser visto pela sua fórmula acima, sendo também chamada pela sigla TNG, que vem da sua nomenclatura oficial: trinitrato de glicerina ou 1,2,3-trinitroglicerina.

Esse composto é formado por uma reação de esterificação que envolve três moléculas de ácido nítrico — um ácido inorgânico — que reagem com a glicerina (glicerol ou propanodiol), um poliálcool:


Reação de formação da nitroglicerina (trinitrato de glicerina)

A nitroglicerina foi preparada pela primeira vez pelo químico italiano Ascanio Sobrero (1812-1888) no ano de 1847. Ele produziu um líquido amarelo pálido, viscoso, solúvel em álcool e éter e ligeiramente solúvel em água. Sobrero observou que esse líquido explodia com extrema facilidade por meio de um aquecimento ou por uma simples pancada.

No entanto, visto que a nitroglicerina era realmente muito reativa, era difícil produzi-la. Durante o seu processo de fabricação, no seu armazenamento e quando estava sendo preparada para uso, ela explodia, deixando muitos mortos e feridos.

Assim, ela só passou a ser utilizada a partir de 1867 (vinte anos depois de sua descoberta), pois nesse ano o químico sueco Alfred Bernhard Nobel (1833-1896, fundador do Prêmio Nobel) inventou a dinamite. Ela é constituída de 75% de nitroglicerina e 25% de terra diatomácea, um pó proveniente de algas unicelulares que possuem paredes silicosas. Alfred inventou também a espoleta para explodir a dinamite, que era formada de fulminato de mercúrio (Hg(ONC)2). Dessa forma, a nitroglicerina poderia ser usada em explosões de forma segura.


A dinamite foi uma invenção que tornou a manipulação e uso da nitroglicerina mais seguros

A nitroglicerina é tóxica por ingestão, inalação e absorção, e sua decomposição pode ser descrita da seguinte forma:

H2C – O – NO2
   l
4 H2C – O – NO2 → 10 H2O + 6 N2 + O2 + 12 CO2
   l
H2C – O – NO2

Além de seu uso como explosivo, a nitroglicerina também pode ser usada como vasodilatador coronário, sendo prescrita em casos de risco de infarto e de obstrução das artérias.

Um fato interessante é que perto de sua morte, Alfred Nobel foi medicado com nitroglicerina, pois ele sofreu de angina e de vários ataques cardíacos.


Por Jennifer Fogaça
Graduada em Química

Curtidas

0

Comentários

0

por Jennifer

Compartilhe: